quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Kit para iniciante em filatelia



Adquiri no fim do ano passado junto com a compra do material 3D das olimpíadas e outras peças, aproveitando o caríssimo frete, incluí esse kit filatélico para iniciantes no valor de R$ 12,00. Vamos aos detalhes de kit.

Ele vem dentro de um envelope grande de um material bem resistente, como pode ser visto nas duas primeiras fotos, ele é bem colorido e caracterizado com selos postais e mensagens de incentivo para começar uma coleção de selos.

Vamos agora para o conteúdo:

1) 04 Aerogramas dos correios, antigos e com a cola já amarelando, com certeza terá que usar uma cola nova para fechar os mesmos.




2) 04 cartões postais sendo que dois iguais.

3) Os selos são esses mostrados nas duas fotos abaixo, esse classificador não acompanha, eu coloquei para não deixar eles jogados dentro da embalagem como chegaram.



Resumo, parece perseguição minha aos correios brasileiros quando se trata de filatelia, mas não é, como entregar para alguém um kit desse para incentivar a começar uma coleção? Acho que os aerogramas são importantes, até para incentivar a comunicação por carta. Isso irá gerar uma visita aos correios para a postagem, sem contar a prática de redação para redigir a mensagem. No geral achei esse kit muito pobre.

Incluí outras peças para poder ter uma diversidade de temas não abordados na embalagem original e coloque nessa página de classificador para não deixar tudo solto.


Interessante, olha o que consta no site dos correios como kit filatélico para iniciante, se for no link para comprar, vai ser direcionado para a loja online com um belo "page not found". Porque não continuar com esse kit? Mania de mediocrizar as coisas.

Quando comecei, era distribuído no setor de filatelia esse livreto, vou incluir no pacote para deixar um pouco de informação sobre o assunto. Esse é do tempo "Tudo pelo Social", tempo do Ribamar e do ACM no ministério das comunicações,  dizem que ambos colecionavam selos, vai lá saber!




Espero que minha pituca goste, e teremos uma nova filatelista!

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Quantos filatelistas tem no Brasil?



Gostaria de fazer uma análise com essa série 3D da olimpíada do Rio/2016 - Lançado em 20 de Outubro de 2016 - A tiragem foi de 5000 unidades, quantidade ridícula para uma série dessa importância e a temática que representa.

Onde eu quero chegar? Quero dizer que parece que temos menos de 5000 colecionadores de selos, ou quem sabe muito menos. Afinal de contas, quantos filatelistas tem hoje no Brasil?

Lembro que quando colecionava lá pelas bandas de Salvador/BA, fim dos anos 80, os comerciantes compravam em média 100, 200 unidades por emissão a depender da temática retratada. Um bloco desse, 200 blocos no mínimo por comerciante. Quem trocava com correspondentes compraria no mínimo 50 unidades. Lembro de um comerciante que trocava muito com correspondentes lá pelas bandas da antiga URSS, acho que só ele compraria no mínimo uns 100 blocos desse. Eu teria comprado com certeza uns 20. Na realidade atual, com poucos recursos para investimento em filatelia, devo ter comprado menos de 10.

Percebo que só acabou na central de vendas agora no início do ano, Janeiro/2018. Houve uma feira em Brasília que com certeza deveria ter essa emissão para vender. Nem assim acabou! Foi mais de um ano para vender 5.000 peças. Parece piada.

Comprei pelo visto, as últimas peças no mês de Dezembro/2017. Comprei exclusivamente para atender um amigo na Índia que merece esse tipo de atenção. Aproveitei e adquiri outras peças que faltavam na coleção. Lembrando que agora tem frete de R$ 19,00.

Gostaria que deixasse o seu comentário com o palpite de quantos filatelistas tem hoje no Brasil. Quantos somos?

Percebo nos grupos de Facebook, sempre são os mesmos que postam algo ou comentam. Parece que a maioria pouco participa ativamente do grupo.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Proteção de selos


No fim do ano passado, estava no grupo do Facebook que trata de filatelia e levantei o assunto de alternativas para proteção de selos.
Essa assunto eu levantei por dois motivos: Hawid o valor é impraticável e o "Hawid" nacional está ficando cada vez mais caro, e só tem um fabricante.  Fiquei pensando... se esse único fabricante parar, já era.

Lembro que tinha ligo em algum informativo uma dica de fazer usando papel celofane, na verdade um celofane mais resistente, que infelizmente não achei aqui em Petrolina/PE. Tentei fazer usando o celofane normal, usei uma base de papel mais grosso. O resultado está na foto abaixo, gostei do resultado.


Segue abaixo o link para o artigo completo desse método:

Outro método que foi mostrado no grupo, mas esse eu não testei por achar o material um pouco caro e achei que não conseguiria fazer, mas fica o link para que quiser tentar.

Coincidentemente, um colega correspondente lá da Índia, colocou uma foto no Facebook que estava organizando a coleção. Nessa foto ele colocava os selos em plástico. perguntei a ele como selava, se usava uma seladora ou qual método que ele usava. Ele não respondeu, mas disse que usava plástico porque os protetores custam muito caro.

Fui na boa e velha internet, pesquisar métodos para selar plástico. Até que um cidadão fez um vídeo no Youtube, selando com ferro de solda. 

Um pouco de história. Em 1988... 1989 (não lembro bem), irmão de um colega filatelista, apareceu com os selos "plastificados". Tinha de tudo, quadras, blocos e selos. Lembro que mostrou para o pessoal da feira do selo, e foi um sucesso. O problema era a selagem, faca quente. Nunca tentei fazer.

Quando foi agora, resolvi ir a fundo nessa ideia com o uso de ferro de solda, como eu já tenho um (uso para a minha atividade de manutenção de  computador) resolvi colocar em prática. Os detalhes do tipo de plástico e grossura, vou deixar para o passo a passo que vou fazer desse método de proteção, breve colocarei aqui no meu blog.

Podemos ver o resultado em algumas fotos que coloquei abaixo e uma bem detalhada que coloquei no início do artigo.




Agradeço a todos os amigos filatelistas que ajudaram com ideias no grupo e as dicas que foram passadas. Os links deixei aqui no blog.
Acho que me identifiquei com esse método, rápido e muito econômico. A apresentação junto as folhas de álbum gostei bastante, não vejo fazer falta nenhuma o preto do fundo do Hawid.

Breve o passo a passo do método.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Balanço 2017


Fim de ano chegando, hora de fazer aquele resumão de tudo que aconteceu na coleção. Para mim foi um ano proveitoso, apesar da diminuição de recursos aplicados na coleção, serviu muito para a organização do que tenho. Vou organizar melhor as ideias separando as coisas por tópicos, vamos lá.


- Cartas recebidas
Tive uma queda de trocas, acho que passou dos 50%, não tenho os números exatos de 2016. Mesmo tendo poucas trocas, tive um acréscimo muito legal na coleção, peças para a temática de futebol foi ótimo, já inclusive proporcionando a impressão das primeiras copas. A coleção de pássaros ficou praticamente estática com pouquíssimas novidades. O frete para o exterior ficou muito caro, uma carta que passe do porte mínimo tem um aumento muito grande, chega a gastar quase R$ 50,00 para enviar. Fiz poucos anúncios em grupos de troca, tudo foi mostrado para pessoas que tenho costume de trocar.
Tive boas surpresas com novos correspondentes que fiz esse ano, a maioria com lindas peças para a temática de futebol e copas.
Promoções realizadas por filatélicas ajudou na compra de material com preço muito abaixo de catálogo. Comprar selos novos do Brasil para troca ficou praticamente inviável, sem contar com o frete abusivo da loja online dos correios.
O valor de selo postal (novo) ficou muito alto, nada mais é lançado abaixo do porte, normalmente é até superior, fica difícil comprar em quantidade para trocar. Lembro que nos tempos de inflação (1987 - 1990) selos lançados no início do ano ficavam muito baratos perto do fim do ano, dava para comprar em quantidade e realizar trocas, nem sempre os selos eram lançados no valor do porte. Não quero que volte aquela época de preços loucos e moeda que não valia nada, mas selo postal de R$ 4,00 e blocos de R$ 20,00 é inviável para troca. Percebo que a maioria dos anúncios nos grupos de troca (principalmente na zona do Euro) o que rola é selo dos anos 60, 70, 80. Pelo visto está ficando caro pra todo mundo.

Resumo :
Alemanha - 1
Romênia - 2
Letônia - 2
Bangladesh - 1
Rússia - 4
Paquistão - 2
Argélia - 1
Holanda - 1
Vietnã - 1
Índia - 2
Sérvia - 2
Polônia - 1


- Filatelia no Brasil
Confesso que perdi o gosto por selos brasileiros, mantenho apenas a coleção de "Natureza Brasil", no mais comprei apenas as peças da feira realizada em Brasília e mais nada. Acho que ficou bom o mix do ano, apesar de todos os problemas que os correios tiveram em emitir selos (dívidas com a casa da moeda). Do meio para o fim do ano foi lançado uma razoável quantidade de selos comemorativos e ajudou a não ter um ano com poucas peças.


- Minha coleção
Fechei o ano da seguinte forma em álbuns prontos - cada álbum tem em média 45 folhas: 
  • 02 para universais, não pertencem a nenhum dos meus temas, tenho por gostar dessas peças.
  • 03 para pássaros, sendo que o  terceiro tem ainda umas 05 folhas para incluir novas peças.
  • 03 Brasil Natureza, com essas promoções realizadas comprei algumas peças que deixou a coleção organizada até medos de 2002. as outras peças estão em outro volume quase completo com várias faltas para dar sequência até 2017.
  • 01 Copas de futebol, começou finalmente, já consta as copas de 1978 e 1982, tenho uma leva de outras copas e futebol em geral para entrar em organização de álbum
  • 01 Brasil, incluí alguns blocos antigos com as compras promocionais realizadas
  • 01 Rio Olimpíada 2016, volume de parafuso pequeno para guardar as peças emitidas pelo Brasil e de alguns países que vou conseguindo com os amigos correspondentes.
  • Informática continua em classificador


- Planos para 2018
Começando pelo Brasil, devo adiantar uns 10 anos da coleção natureza. Com a copa da Rússia devo ter cuidado para não perder peças lançadas por lá e tentar junto aos correspondentes outros tipos de peças (FDC, cartelas e etc). Desse ano de 2018 não passa, colocar todo material de coleção em álbum. Começar a diagramar o álbum de tecnologia e ver como vou expor todas essas peças.
Vamos aguardar o que vai lançar de material o Brasil, acho que será um selo para a copa e um bloco caso seja campeão, no mais não aguardo nada de excepcional. Vejo muita promessa, pesquisas que não acredito que resultem em nada, espero que eu esteja errado.

Feliz 2018 para todos os filatelistas. Um bom ano para todos nós.

domingo, 31 de dezembro de 2017

Cartas recebidas - Paquistão



Carta recebida em Junho/2017.






Séries do Paquistão diversas, com destaque para a mini folha de pássaros e a outra de desenhos infantis.



Bom correspondente e todo material chegou bem embalado e em ótimo estado de conservação.

Cartas recebidas - Holanda


Minha primeira troca com alguém desse país, a carta chegou em tempo record, engraçado que nem aquelas liberações da RFB teve. Esse funcionário do correio de lá adora um carimbo, nunca vi um "carimbamento desse". 




Lindo bloco da Holanda de pássaros.






FDCs diversos, Coréia do Norte, gostei já que tenho os selos. Holanda de duas copas 94 e 74. Pássaros das Ilha Norfolque.



Boa troca e todo o material chegou impecável.

Cartas recebidas - Sérvia


Carta recebida em Outubro/2017, impressionante como tem selos de futebol esse amigo filatelista artista!





FDCs - Copa 1982 URSS. Hungria copa de 94 USA, achei bacana a ideia de colocar artistas famosos americanos nos selos. Gostaria de conseguir os selos desses envelopes.




FDC da Hungria de evento olímpico - Atlanta 1996.




Diversas peças de futebol, Copa da Espanha, Itália, Alemanha e torneios diversos. Essa série da Guiné Espanhola quando vi - fiquei maravilhado - quero fazer com ela a capa de introdução ao tema de futebol.




Ciskey, território da Africa do Sul, pássaros. Copa do mundo de 1966, Inglaterra - Edição conjunta em vários países.




Lote lindo, várias copas e torneios de futebol. DDR e URSS com pássaros. Um destaque especial para a copa da Argentina emitida pela Mongólia, os selos retratam as copas anteriores.



Troca com selos de ótima qualidade, correspondente de primeira qualidade, foi um bom acréscimo de peças para a minha temática de futebol.

Cartas recebidas - Sérvia


Carta recebida em Janeiro/2017, primeira troca com esse correspondente, troca com 100% selos de futebol.





Duas séries da copa do mundo do México 1986, Camboja e Burkina Vaso. Iugoslávia com emissão da Eurocopa.





Copas da Espanha e uma da Copa da Itália. Vietnã, Bélgica e Ruanda.




Bulgária com uma emissão para a copa do USA, uma série incompleta do Irã retratando um campeonato de futebol da região, esse primeiro selo da série - fico imaginado o que ele representa, seria salto a distância com bola?





Bulgária com uma série da copa da Espanha 1982, a série de selos com o bloco, retrata os grupos da copa - essa série virou capa do álbum dessa copa. Gâmbia para a copa da Espanha, interessante que o governante de lá gosta de aparecer nos selos (deve ser um país de regime "democrático").




Linda série da Hungria para a copa da Itália 90.



Ótimo correspondente, tem ajudado e muito no aumento da minha coleção de futebol. Material impecável.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Cartas recebidas - Polônia


Carta recebida em Agosto/2017 cheia de séries clássicas da Polônia.







Séries que eu adoro da Polônia, aquelas "figurinhas carimbadas" do meu começo de vida filatélica, nunca tinha visto elas completas e as duas primeiras MINT, fantástico!





Duas séries da Polônia para a temática de pássaros.





Duas séries da Polônia, a segunda de cavalos acho muito bonita, só me falta uma irmã dela da Romênia, são muito parecidas e lindas.






Todos os selos da Polônia, tem centenário de um clube futebol - vai para a temática de futebol - carros, Rio 2016 e outros temas.



Com uma carta 100% Polônia, terminei com umas boas séries clássicas, tive problemas com os selos, as séries das olimpíadas ficaram coladas e estragou um pouco os selos, os outros de goma fresca tive que lavar para soltar e não estragar. No mais um ótimo correspondente.